Terraplanagem

Ao prestar um serviço de terraplenagem estuda-se a composição do solo, analisa-se suas características e determina-se a melhor maneira de preparar o terreno para as próximas etapas da construção. Normalmente esse processo é realizado por um engenheiro especializado para a perfeita execução da obra e controle da qualidade do serviço prestado. Aterrar um determinado local, também faz parte do processo de terraplenagem, utilizando-se preferencialmente de terra vermelha, por seu melhor rendimento no trabalho de compactação do aterro, para que áreas abaixo da cota do projeto de construção sejam elevadas. Podendo ser aterro com Importação de terra, que é quando não há no próprio terreno material (proveniente de áreas de escavação) suficiente para atingir as cotas do projeto por meio de aterro, é necessário realizar importação de terra, vinda de outro terreno onde a remoção desta seja necessária. Alguns outros processos fazem parte do processo de terraplanagem, como destocamento, demolição, remoção , compactação de Solo e a drenagem. 

Para preparação do local para a terraplenagem, pode ser também necessário à drenagem de solo, que é feita em terrenos onde há excesso de umidade, a drenagem é realizada com a criação de canais (valas de nível mais baixo que o restante do terreno) em locais estratégicos para escoamento da água existente. Quando a origem da umidade é proveniente de nascente, deve-se respeitar um raio de aproximadamente 50m da mesma e criar um canal que desvie a água para longe do local da construção. Se a origem da umidade for resultado de acúmulo de águas pluviais, recomenda-se apenas inclinar suavemente o terreno para que esta escoe com maior facilidade, e se possível, criar um canal adjacente à parte mais baixa do terreno para escoamento da água. Dessa forma, podemos perceber que o processo de terraplenagem envolve muitas variantes que devem ser levadas em consideração para que o serviço de terraplanagem seja executado de maneira plena e satisfatória.